Deixei nos  grupos do facebook Minha Cadeira, minha Cúmplice e Cadeirantes Brasil  formados por cadeirantes a seguinte pergunta: Qual seu sonho e o que falta pra ser realizado? E as respostas foram as mais variadas como: comprar um carro, comprar um apartamento, viajar de avião, ganhar uma cadeira de rodas motorizada, ganhar na loteria, ter estabilidade financeira.  

Pode parecer baboseira, mas acredite, boa parte dos nossos problemas financeiros, pessoais e profissionais estão associados à falta de sonhos ou à nossa total falta de comprometimento com eles. Ok, no fundo todo mundo sabe disso, mas quem é que para pra pensar no que REALMENTE QUER DA VIDA, NÉ?  

Você acha que é possível mudar a sua vida e começar a realizar os seus sonhos? Dá, sim! E a Aline pode te ajudar pessoalmente, sendo sua Coach, te conduzindo a um mundo desconhecido que transformará a sua vida positivamente.

Então, se você quer evitar ou sair do mundo das dívidas e não sabe por onde começar, leia até o final. Quer comprar um carro mas, acha que nunca vai conseguir fique por aqui.Está querendo viajar, já pode começar ir arrumando as malas!Não sabe o que é esse tal Processo de Coaching? Quer saber como ele pode ajudar as pessoas com deficiência a terem uma vida mais plena? Veja, abaixo, a entrevista que fizemos com a Coach Aline Dias.

Sobre a Aline

Aline, gosta de se definir como “uma mulher muito forte, com uma capacidade de gerir e desenvolver. Na verdade, mais do que gerir e entender ela possui um dom de desenvolver pessoas. Aos 17 anos ela iniciou seu processo de gestão como gestora de um restaurante na cidade de Belém -PA. Dona de uma sensibilidade tremenda ela foi se tornando uma mulher cada vez mais forte e conhecedora de pessoas. E hoje uma das grandes características dessa mulher é entender, desenvolver e administrar pessoas”.

Como, quando e o que te motivou a se tornar coach?

Depois de uma longa caminhada como gestora em Belém-PA, já trabalhando numa indústria farmacéutica eu fui transferida pela indústria para assumir uma das principais contas da empresa. E com isso, eu tinha que lidar com muita gente de outros estados.

Como gestora, eu tive que me mudar para Fortaleza e administrar uma equipe muito grande que era dividida no Brasil todo. E foi nesse momento, que eu percebi que eu precisava me capacitar um pouco mais. E foi nessas circunstâncias, que eu fiz meu primeiro Processo de Coaching pois, eu precisava entender mais e ajudar mais a minha equipe para que eu conseguisse grandes resultados.

E quando eu fiz meu primeiro curso de Coaching eu me encontrei na profissão pois, todo aquele dom que eu já possuía ele passou a ser melhor administrado, melhor empregado no dia a dia. Então foi nessa ocasião, que eu resolvi ser realmente Coach, sai da indústria e fui fazer outras formações em Coaching e hoje eu sou Master Coach formada.   

3-Quais os princípios do Coaching?

Existem muitos princípios no Processo de Coaching mas, um dos principais princípios é receber a necessidade do Coachee sem julgamento, sem input, sem impor as suas regras. O Coach precisa conhecer a cultura do coachee, conhecer a dificuldade desse Coachee e mostrar para o Coachee como ele pode alcançar resultados dentro da cultura dele de vivência que ele não está alcançando, mostrar quais os caminhos que ele já tem percorrido, que ele pode acelerar.

Já que em muitos momentos nós somos paralisados por algum motivo, e aí não conseguimos visualizar outros caminhos só conseguimos visualizar o caminho do problema. O Coach tem essa facilidade, ele tem várias ferramentas que ele vai mostrar para o coachee que ele possui outros caminhos que ele mesmo pode prover para sair da situação que ele está e chegar onde ele quer chegar, a fazer conquistas, a fazer mudança de mindset (mentalidade), Ou seja, o princípio do Coaching é não julgar a necessidade do Coachee, entender o que é importante para ele e empoderar ele de resultados e de ações.

O que o coaching representa para você?

O Coaching representa muito para mim, hoje porque com todas as ferramentas que a gente utiliza no processo eu sempre achei que eu ajudava muitas pessoas.  Mas, hoje eu tenho certeza que eu ajudo muitas pessoas, eu tenho certeza que eu consigo fazer com que pessoas vejam o potencial que tem dentro de si, consigam externar esse potencial porque às vezes nós viemos com dons de Deus.

Nós possuímos grandes potenciais mas, a gente não consegue externar isso por medo do julgamento de uma sociedade, por medo de fracassar, por falta de visão e isso a gente consegue fazer muito claro dentro de um processo de coaching. Então. eu fico cada vez mais feliz quando eu finalizo um processo, quando eu consigo fazer com que meu Coachee chegue no resultado que ele esperava ou que ele saia da situação que ele pelo menos estava.

Então a representação de um processo de coaching para mim é mudança de vida, mudança de comportamento, mudança de mindset (mentalidade). E essas mudanças às vezes são muito dolorosas mas, os finais de resultados de cada processo são tão grandiosos que não tem como eu não me sentir plena por conta disso.

Qual a diferença entre o coaching, a terapia e a consultoria?

Na verdade, a diferença entre coaching, terapia e consultoria são coisas totalmente distintas. O Coaching não trabalha o passado, ele trabalha praticamente o momento agora e o futuro. A gente busca trabalhar com o Coachee  que o que já aconteceu, já aconteceu a gente não tem como mudar. A gente precisa fazer mudanças no dia a dia, no agora, ele precisa visualizar coisas que ele ainda não fez e que ele pode fazer para sair da situação que ele está e chegar aonde ele quer chegar ou fazer as mudanças necessárias para a vida dele.

Num processo de consultoria, o consultor ele aponta as soluções porque ele tem vivência, tem experiência e ele tem Know-how (“saber fazer”) para fazer aquilo que ele vai aprontar tudo que ele tá visualizando normalmente uma consultoria é feita em uma empresa.

O processo de coaching pode ser feito individual, pode ser feito empresarial mas, uma consultoria é feito por uma empresa para uma empresa. No processo de Coaching  a gente está muito focado no indivíduo na maioria das vezes quando não é um time coaches, que mesmo quando é um time de coaches a gente precisa trabalhar competências específicas de cada um.

No caso da terapia, ela é muito mais ampla, a terapia abrange o passado, ela abrange o agora, ela abrange o futuro, é um outro tipo de profissional, na terapia existe a possibilidade de input, na terapia existe o acompanhamento mais longo que é bem diferente de um processo de coaching sempre a gente preza por um processo curto onde a gente vai dar ferramentas e capacitação para que o coachee trabalhe sozinho.

Não existe um processo de coaching de 2 anos de 3 anos como é o processo terapêutico, o processo terapêutico é mais demorado você precisa entender mais coisas do seu passado. Então, são processos totalmente distintos e eu costumo dizer uma coisa que eu aprendi com Sulivan França, que era um dos donos da Sociedade Latino Americana de Coaching;

“Coaching não é terapia mas, ele é terapêutico.”

As Pessoas com Deficiência no seu dia a dia se deparam com vários obstáculos a falta de acessibilidade, preconceito, superproteção das famílias, exclusão do mercado de trabalho etc. Nesse sentido, como o coaching pode beneficiar as pessoas com deficiência?

Coaching pode ajudar pois, vai fortalecer todos os pontos fortes que essas pessoas têm, como você colocou existe uma série de situações que fazem com que essas pessoas acreditem que não tem pontos fortes e que são frágeis aos olhos da sociedade. E no coaching nós podemos trabalhar essa visão, equilibrando os pontos fortes e os pontos a serem melhorados, mas o que acontece é que essas pessoas muitas vezes se olham com os olhos da sociedade, e até mesmo da sua própria deficiência, e não conseguem enxergar que mesmo com sua deficiência, tem uma série de pontos positivos que podem ser trabalhados não só pra sí mas para outras pessoas, e que sim elas podem ajudar muitas outras pessoas, o coaching pode trazer essa visão que muitos não têm.

Muitas mães cuidadoras diretas de crianças com deficiência acabam sendo levadas a deixar o mercado de trabalho, interromperem ou adiarem os estudos e atividades de lazer. Diante dessa realidade, como o coaching pode ajudar essas mulheres?

No caso dessas mães que precisam deixar seus trabalhos, saem do mercado  para se dedicar a essas crianças com deficiência, existe uma necessidade de ajudar essas mulheres, não só por uma questão financeira, mas também de fortalecê-las para que essas gerem uma estrutura mental positiva a essas crianças de forma que elas cresçam entendendo suas necessidades, mas sabendo seu valor, e que tem muitos pontos fortes, ou seja, vai ajudar essa mãe a buscar possibilidades empreendedoras que abrirá visão ampla para sua vida financeira. O Processo irá fortalecer essa mãe a dar uma educação mais fortalecedora do que protetora.

Para você o que é um coachee desafiador?

Acredito que todos os coachees são um desafio individual, claro que existem aqueles que chegam totalmente paralisados, muitas vezes totalmente sem direção, não conseguem visualizar o que precisam, eu acredito que cada processo é um trabalho desafiador, e que não existe uma lógica em um processo de coaching, não é um processo engessado, cada coachee é um trabalho diferenciado, é uma construção voltada para necessidade de cada pessoa, não existe uma lógica, o que existe é uma necessidade muito específica de cada pessoa.

Aline, conclui afirmando que “podemos muito mais do que imaginamos, mas pra isso precisamos diariamente nos reinventar, precisa existir uma busca incansável por  mudança, vai gerar incômodo inicial, sofrimento, vai dar trabalho, precisamos nos desafiar, buscar entender que sua situação não é obrigatória, ela pode ser modificada com ações, pode ser fortalecida com dons que você tem, com pontos fortes que você tem, e que você não é uma deficiência, você é uma pessoa que tem uma deficiência que pode fazer muito por você e pelas pessoas que estão ao seu redor, não pense que só você precisa ser cuidado, você também pode cuidar, você também pode fazer… é só reconhecer quais são suas principais dificuldades, e fortalecer seus pontos positivos, acredito que temos muito a acrescentar na vida do próximo, só precisamos estar dispostos a dividir isso num todo”.

Ah, se interessou e quer fazer também uma Sessão de Planejamento Estratégico Online com 50% de desconto? Então, envie uma mensagem para [email protected] ou vai lá no instagram dela @nos.coaching e envie um direct dizendo: “Oi, Aline! Eu quero fazer uma Sessão Online com você, usando o código #coachingparapcd.”

E o melhor é que os 10 primeiros leitores do blog que entrarem em contato com ela, até o dia 30/03/2019, vão ganhar um desconto especial de 50%. É isso mesmo, depois de muitas mensagens trocadas, de muito choro da nossa parte eu fiz com que a sessão que antes era R$ 299,00 caísse para R$ 149,00.   

Aline,muito obrigada por compartilhar sua história e por nos alimentar com a sua mensagem.E vocês leitores gostaram do trabalho da Aline? Aproveite e comente aí o que você quer para a vida? O que você anda fazendo para realizar seus sonhos? E não esqueçam de visitar nossas redes sociais e compartilhar essa história com familiares e amigos.

Instagram:https://www.instagram.com/depapocomclaudinha/

Facebook:https://www.facebook.com/depapocomclaudinha/