banheiro deficientesAlgo tão automático para a maioria, infelizmente vira um momento de tensão para milhões de pessoas com necessidades especiais no Brasil. Estamos falando da hora de ir ao banheiro. Para quem tem plena mobilidade, qualquer lugar é lugar na hora do aperto.

Já para os cadeirantes, a situação é bem diferente. Os banheiros adaptados são inexistentes ou poucos. E, para complicar, alguns ficam na boa intenção. Ou seja, são construídos de forma errada.

Confira algumas curiosidades e fatos que mais estressam os cadeirantes.

 

#7 – Abertura polêmica
Muitos vasos sanitários em banheiros adaptados têm uma abertura frontal, o que em tese facilita o acesso às partes íntimas. O problema é que esta abertura é ideal para hospitais e clínicas, ou seja, para pacientes acompanhados de um enfermeiro/cuidador. Para cadeirantes que estão sozinhos, esta abertura frontal se torna perigosa, pois pode provocar quedas. Além do mais, ela é pouco higiênica, uma vez que o cadeirante involuntariamente, pode fazer xixi para fora.

#6 – Desconhecimento
A deputada federal Mara Gabrilli, que é tetraplégica, teve muitas dificuldades no início de seu mandato. Em plena sede do Poder Legislativo, não havia banheiros adaptados (até os femininos eram raros no plenário até pouco tempo!). O que podemos dizer então do resto do país…?!?

#5 – O importante é a altura
Os cadeirantes dizem que o mais importante para o vaso sanitário é prestar atenção na altura. Ou seja, o vaso deve ter a mesma altura da cadeira, para facilitar a transferência. Isso equivale a cerca de 46 cm. Se for preciso, basta instalar o vaso sobre uma base de cimento para aumentar a altura.

 

#4 – Assentos
Os assentos devem ser macios e confortáveis, uma vez que a falta de tônus muscular na perna dos cadeirantes deixa a pele muito vulnerável.

#3 – Barras
Outro item fundamental para banheiros adaptados é a barra lateral, que deve ficar presa à parede. O ideal é a existência de duas: uma atrás e outra em uma das laterais do vaso sanitário. A outra lateral deve ficar livre para que o cadeirante ajeite a cadeira de rodas ao lado do vaso.

Em muitos países da Europa, os banheiros adaptados têm ainda um apoio do tipo trapézio, que fica pendurado em uma corda em frente ao vaso. Ele ajuda o usuário a se ajeitar adequadamente.

#2 – Pia
Ela e acessórios para sabonete e papel devem ficar em altura adequada e ter fácil acesso com a cadeira. É por isso que banheiros adaptados precisam ser espaçosos.

#1 – Porta
A porta deve ser larga a fim de garantir a passagem da cadeira de rodas com facilidade.

Source: Por que o vaso sanitário para deficientes tem um buraco? Veja curiosidades sobre banheiros para cadeirantes – VIX