Olá, meu nome é Hamilton Oliveira, sou autor do blog CASADAPTADA, tetraplégico, fui convidado por minha querida Dolores Afonso a participar do congresso de acessibilidade, para batermos esse papo, passar um pouco sobre minha experiência sobre acessibilidade, desenho universal e como deixar a sua casa mais acessível e adaptada a sua realidade.

Primeiro quero agradecer  imensamente o convite, é um prazer enorme estar ao lado de grandes nomes e palestras de conteúdos tão incríveis que o congresso possui, e confesso que fico apreensivo com tamanha responsabilidade, nesse bate papo tentarei passar um pouco de minha experiência nas adaptações que fiz em minha casa e deixar claro que não sou arquiteto e sim administrador, curioso e um leitor ávido sobre o tema, assim procure sempre um profissional do ramo para que ele possa avaliar suas necessidades específicas e projetar de acordo as normas para sua segurança e conforto e orienta-lo em todo esse processo.

 carro casadaptada

ACIDENTE

Há 5 anos devido a um acidente de carro, me tornei tetra e é claro passei por uma fase muito difícil, muitos remédios, fraldas, dores, infecções, perdi 30 kg de musculatura, levei 5 meses para poder mexer o baço, ai veio o sarah…

SARAH

foi no sarah que comecei a fase de aceitação, entendimento, fisioterapia, as “curas” e milagres foram aos poucos deixados de lado, acredito que temos muito a evoluir, superar a dependência e a pouca informação, o excesso de zelo das pessoas, ou a falta de “semancol” de outras, no sarah pude compreender esse novo mundo e ver situações muito piores que a minha onde as pessoas dão tudo de si todos os dias.

hamilton casadaptada

BLOG

Nunca gostei de depender de ninguém, comecei a ler então sobre tudo nos excelentes blogs sobre pcd, assistir a inúmeros vídeos e palestras, como me tornar mais independente, mais ativo, autônomo.

Foi então que a 4 anos atrás, quando comecei a pensar em morar num apartamento meu, adaptado as minhas necessidades, tive dificuldades em achar um material completo, que me desse as diretrizes sobre como adaptar uma casa, foi aí que achei um material rico sobre design universal e arquitetura acessível em diversos sites.

Resolvi criar um diário online/blog e juntar esse material e tê-lo em qualquer lugar, além de ajudar muitos que como eu procuram avidamente por novas tecnologias, gambiarras que facilitem o nosso dia a dia, e com tanto descaso e falta de interesse público, com os quais já estamos acostumados e chateados, nada mais justo que deixarmos nosso santuário da forma mais inclusiva possível.

Hoje o blog é uma fonte de notícias diversas, com assuntos variados, muitas soluções tecnológicas e dicas para o dia a dia das pessoas com deficiência, e ainda tenho muitos planos que espero concretizá-los em breve.

sala casadaptada

VOLTANDO AO NOSSO ASSUNTO PARA ESTE DEBATE, “COMO EU ADAPTEI MINHA CASA?”:

O que é necessário? É caro? Onde compro? muitas dúvidas surgem ao se pensar em morar só ou simplesmente facilitar o acesso da pcd junto ao lar e sua família.

“Uma construção adaptável e/ou casa adaptada, sai no máximo 1% mais caro que um projeto comum. “

 O segredo acredito está sempre na simplicidade, cômodos e portas largas (80cm), poucos móveis, que facilitem a movimentação da pessoa com deficiência, adiciona-se a isso barras de apoio retráteis, pisos táteis, rampas e elevadores, de acordo com as necessidades e dificuldades de cada um.

O que é DESENHO UNIVERSAL?

Arquitetura- Desenho Universal

Antes de começarmos, o que é esse tal de design universal, ou design for all, ?


O desenho universal atende a um desenho para qualquer pessoa, não só as pessoas com deficiência ou com mobilidades reduzidas, mas também os idosos, obesos,  mulheres grávidas ou com criança de colo e carrinhos de bebê, deficientes visuais, e pessoas com deficiências temporárias, que podem necessitar de andadores, muletas e de cadeiras de rodas.

História conceito

Tudo é pensado de forma conjunta, não há uma separação, ou um projeto que será mudado ao longo do tempo. O projeto é feito pensando no desenvolvimento da pessoa durante a vida e as possíveis mudanças.

HISTÓRIA

ACESSIBILIDADE (6)

O conceito há alguns anos atrás para a arquitetura era a adaptabilidade, fazia-se a construção e após se precisasse faria uma adaptação no local, isso la na decada de 70, mas é o que mais vemos por aí. esse conceito tinha como objetivo INTEGRAR a pcd.

Na década de 80 passou-se de desenho adaptável para desenho acessível, pensado ainda na pré-construção, surgiu o conceito de acessibilidade, acrescentando-se inclusão à integração das pcd.

De 90 pra cá surgiu a teoria do desenho universal, também pensado na pré-construção, contudo o foco não é apenas nas pcd mas também nas psd, afinal seja em sua casa ou em espaços públicos nada melhor que todos possam movimentar-se, seja com mobilidade reduzida ou não, não há separação, planeja-se de acordo com todas as dificuldades e o desenvolvimento das pessoas ao longo da vida e as possíveis mudanças e circunstancias.

PRINCIPIOS DO DESIGN UNIVERSAL

acessibilidade-design-universal

Uma casa acessível deve permitir que o morador posso se locomover e fazer suas atividades diárias com

INDEPENDENCIA

É complicado depender dos outros para desempenhar qualquer tipo de atividade, por isso a decoração acessível para PCD precisa contribuir com um dia-a-dia com mais independencia e

ACESSIBILIDADE

o indivíduo deve chegar ao seu destino sem dificuldades, sem barreiras; com

SEGURANÇA

o ambiente deve ser seguro a todos, de qualquer idade, com qualquer tipo de deficiência, em qualquer circunstância;

Faz-se necessário POUCO ESFORÇO FÍSICo

o ambiente permite ao usuário se sentir confortável e seguro durante as atividades.

ESTETICAMENTE AGRADAVEL, afinal quem não gosta?

IGUALDADE

o ambiente não deve fazer quaisquer distinções entre as habilidades das pessoas;

ADAPTABILIDADE

o ambiente de uso diário deve adequar-se às necessidades individuais e, para isso, deve ser adaptável;

USO SIMPLES E INTUITIVO

o ambiente e produtos não devem ter complexidade desnecessária, devendo ser compatível com a intuição do usuário;

ACESSIVEL FINANCEIRAMENTE para que todos possam tê-lo e de  FACIL PERCEPÇÃO

QUAL O BASICO PARA SE TER EM MENTE

Se tiver que optar por alguns cômodos, somente, piorize o banheiro e o quarto, eles sem dúvida são as partes mais importantes na casa adaptada.

galeria-universal-02

ÁREA PARA CIRCULAÇÃO devem ser largas e desimpedidas

Quanto menor o número de móveis e objetos soltos no local, melhor, pois há menos risco de esbarrar e derrubar alguma coisa

Os móveis devem estar adaptados à altura do morador, para que um cadeirante não tenha que se esticar ou um idoso não tenha que se abaixar muito. Caso seja necessário, pode-se construir um armário embutido, para que o morador tenha fácil acesso aos seus pertences sem precisar se levantar.

Tomadas, interruptores e outros objetos elétricos também devem ser fáceis de alcançar e desligar em caso de emergência, instale as tomadas numa altura entre 60 a 75 cm do chão.

Caso o morador também tenha alguma deficiência de memória ou concentração, pode-se pintar cada cômodo com uma cor bem diferente também ajuda a reconhecer o local.

PAREDES DE COR CLARA REFLETEM MELHOR A LUZ E DETALHES COM CORES MAIS FORTES PODEM ESTIMULAR OS SENTIDOS

Tudo ao alcance das mãos: a decoração precisa deixar tudo acessível a PCD

ITENS BÁSICOS

Microsoft PowerPoint - fotos para materia Revista Q.ppt [Modo de

Faz-se necessário o uso de

CORRIMAO1 CORRIMÃOS E BARRAS DE APOIO QUE AUXILIEM NA TRANSIÇÃO ENTRE OS AMBIENTES, NAS ESCADAS, RAMPAS, CORREDORES E VARANDAS

PISOS TÁTEIS E/OU ACESSÓRIOS  PARA AQUELES COM BAIXA VISÃO

RAMPAS E/OU ELEVADORES

EVITE DESNÍVEIS E DEGRAUS, PREFIRA RAMPAS SEMPRE

MÓVEIS ARREDONDADOS PARA EVITAR COLISÕES e acidentes, muito usados por pais

MAÇANETAS EM ALAVANCA/MONOCOMANDO

JANELAS DEVEM POSSUIR PEITORIL E PUXADORES BAIXOS

  • AREA DE MANOBRA PARA O GIRO DA CADEIRA OU ANDADORES  – PARA A ROTAÇÃO EM 180º

PORTAS 80CM, DE PREFERENCIA QUE ABRAM NAS DUAS DIREÇÕES

EVITE MÓVEIS DE VIDRO

 

BANHEIRO:

banheiro adaptado (84)

O Banheiro sem sombra de dúvidas é o local onde mais necessitamos de adaptações, nada pior que tomar aquele banho sem conforto e segurança 

São muitos detalhes técnicos a serem observados na hora de construir um banheiro que seja adequado a deficientes listamos alguns desses elementos essenciais

BANCO RETRATIL facilita pessoas com mobilidade  reduzida no seu banho dentro do box

PISO ANTI-DERRAPANTES PARA IDOSOS E PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA evitam acidentes que possam ocorrer devido ao chão molhado

BARRAS DE APOIO RETRATEIS, DE PREFERÊNCIA EM AÇO facilitam a transferência e   proporcionam segurança as pessoas com mobilidade reduzida

PAPELEIRAS AO ALCANCE DO USUARIO

UMA PIA SUSPENSA FAVORECE O ENCAIXE DA CADEIRA SOB ELA 

 

 ASSENTO/VASO SANITARIO ELEVADO QUE FACILITA AS TRANSFERÊNCIAS

AREA DE TRANSFERENCIA AO LADO DO VASO facilita a entrada e a saída do cadeirante

INTERFONES PARA EMERGENCIAS OU BOTÃO DE PANICO Em casos em que a pessoa com deficiência precisa avisar algum membro  da família sobre um possível acidente que tenha ocorrido

ESPELHO INCLINADO SE A PCD FOR CADEIRANTE OU DE BAIXA ESTATURA

VALVULA DE DESCARGA COM TRIANGULO Para pessoas com mobilidade  reduzidas nas mãos

LIXEIRA COM TAMPA BASCULANTE OU LIXEIRA AUTOMATICA

Os ACESSORIOS COM VENTOSA na área do BOX facilitam a pessoa com deficiência o uso E alcance dos itens que ela possa vir a usar durante o banho

SABONETEIRA AUTOMÁTICA ou simplesmente pequenos vasos com sabonete líquido

O BIDÊ ELETRONICO já é Um acessório mais tecnológico e caro mas que facilita a higiene íntima   alguns possuem até mesmo secagem por ar aquecido

BANHEIRA COM ABERTURA LATERAL também é um Item caro em nossa lista mas para os mais abastados vale muito a pena

SECADOR DE MAOS ELETRICO para aqueles que fazem cateterismo vesical e não abrem mão da higiene durante o procedimento.

BUCHAS DE BANHO COM SUPORTE PARA MÃO essas pequenas  são uma mão na roda para pessoas com dificuldades nas mãos E tetraplégicos como eu

banheiro adaptado (68)

A CADEIRA DE BANHO é mais um item essencial para nós tetraplégicos e há muitos modelos no Mercado que proporcionam conforto e segurança algumas até mesmo totalmente desmontáveis o que facilita o transporte e viagens.

TORNEIRA COM ALAVANCA essencial em qualquer banheiro

DUCHA COM PAINEL

Para controle de temperatura, iluminação , som entre outros 

 

QUARTO

quarto-guarda-roupa1

Outro cômodo muito importante é o quarto, nosso recanto sagrado, deve ser de fácil acesso e máximo conforto 

A circulação entre os móveis, como a largura entre a cama e o guarda-roupa ou a parede, deve ser considerada

  • A altura ideal para cama é a mesma da cadeira de rodas. Facilitando as transferências
  • As fechaduras das janelas devem obedecer à altura máxima de alcance que é de 1,35 m.

TRIANGULO DE SUPORTE ACIMA DA CAMA

TRIÂNGULO AUXILIADOR para independência e movimentação da pessoa

A CAMA ARTICULADA É o item da lista que vemos muito em hospitais e que traz um conforto sem igual para a coluna de quem necessita

 Um item bacana de se ter é o  CABIDEIRO RETRÁTIL/ESCAMOTEAVEL para o GUARDA-ROUPA que facilitará a vida de muitos com mobilidade reduzida ou baixa estatura.

 

COZINHA

cozinha21

Confesso que tenho  pouca experiência nesse cômodo, sou mais de comer do que fazer, contudo há soluções simples para os super chefs de plantão. 

PARA FACILITAR O ACESSO, A PIA E O FOGÃO PODEM ESTAR SOBRE BANCADAS. PARA A PIA, BASTA NÃO INSTALAR GABINETE EMBAIXO, E PARA O FOGÃO, PODE INSTALAR COOKTOP SEM FORNO

ALTURA DE BALCÕES, MESAS E ARMÁRIOS em torno de 90CM QUE FACILITEm A CHEGADA EM CADEIRA DE RODAS POR EXEMPLO E ENCAIXAR NA PARTE DE BAIXO

ARMÁRIOS RETRATEIS E GAVETAS ABERTAS POR PRESSÃO, que DESLIZAM  SUAVEMENTE além de ocupar pouco espaço 

PIA DA COZINHA COM DUCHA MÓVEL, COMO UMA MANGUEIRA, PODENDO DIRECIONAR O JATO DE ÁGUA.

sala adaptada (6)

O próximo cômodo é a SALA, onde mais uma vez devemos apostar na simplicidade, com poucos móveis e fácil circulação 

  • A altura da mesa entre 75 e 90 cm do chão.

SOFA NA MESMA ALTURA DA CADEIRA sofá sem braço

evite sempre  mesas de centro assim como os tapetes devem ser evitados, SE NÃO FOR POSSIVEL COLOQUE ADESIVOS QUE Os PRENDAM NO CHÃO.

 

 ÁREA DE SERVIÇO

lavanderiaa

Na área de serviço, o varal possui ajuste automático.

E vc pode Utilizar uma máquina de lavar roupa ou secadora com alimentação frontal que facilita o trabalho.

ACESSORIOS

mão mecânica

mUITOS ACESSORIOS E ADAPTAÇÕES PODEM FACILITAR O DIA A DIA DA PESSOA COM DEFICIENCIA NA CASA ADAPTADA, MAIS UMA VEZ CADA PROJETO DEVE SER PENSADO DE ACORDO COM AS NECESSIDADES DE CADA UM

Para o deficiente visual, telefones de visor e teclas com números grandes facilitam visualizar a discagem ou identificar a chamada

Uma dica é manter os números de emergência (de hospitais, pronto socorro, ambulância etc.) bem ao lado do telefone ou grudado na geladeira por imãs.

Para o deficiente auditivo, uma campainha com sinal luminoso auxilia no aviso da chegada de uma pessoa. Deve ser instalada em local estratégico, de fácil visualização dentro da residência.

Para os deficientes visuais, pode-se identificar os objetos com etiquetas personalizadas em Braille, e utilizar recursos sonoros para sinalização dos ambientes. 
Uma alternativa é utilizar materiais de texturas diferentes em cada local, assim, o deficiente pode se localizar utilizando o tato, COMO EM Talheres, E OUTROS ACESSORIOS.


Para o deficiente visual parcial, pode-se utilizar cores contrastantes e diferentes em cada ambiente, com o mesmo objetivo.

PARA PESSOAS COM MOBILIDADE REDUZIDA E BAIXA ESTATURA PODE-SE DEIXAR NA DESPENSA UMA MÃO MECÂNICA QUE AJUDA A ALCANÇAR AS PRATELEIRAS MAIS ALTAS.

Engrossadores AJUDAM E MUITO AQUELES QUE POSSUAM DIFICULDADES NA PEGADA

E MUITAS OUTRAS Gambiarras PODEM SER ENCONTRADAS PELA INTERNET E EM NOSSO SITE

Em alguns casos a casa adaptada irá necessitar de um Acesso vertical

acesso vertical

Para isso será importante substituir a construção de escadas por rampas, plataformas elevatórias ou elevadores. 
Para pequenos desníveis, dê preferência para as rampas. Para grandes desníveis, devido a rampa ocupar maior espaço, o ideal é instalar o elevador. Mas a desvantagem do elevador é seu alto custo e manutenção. Sendo assim, recomendamos sempre construir um quarto no pavimento térreo, permitindo uma circulação segura e confortável ao morador.

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL

Eu sou apaixonado por tecnologia, mas infelizmente ainda é um recurso caro, mas para aqueles que puderem investir um pouco mais em automação residencial, vale a pena, já é uma realidade, sistemas integrados que podem controlar  cortinas e persianas, áudio, vídeo, som ambiente, TV por assinatura, segurança (alarmes, monitoramento), iluminação com sensor de presença, acionamento de portas portões, climatização e telefonia, Irrigação, sistema de biometria, entre outras utilidades e funções da casa por meio da internet ou do celular.

Bom, essas São algumas das dicas que separamos hoje, espero que tenhas gostado se tiver alguma sugestão, envie-nos um e-mail para [email protected] e não deixe de visitar nosso site www.casadaptada.com.br

Mais uma vez , muito obrigado Dolores Afonso e o congresso nacional de acessibilidade, grande abraço a todos