Você já deve ter ouvido falar num jeito supersimples de ajudar pessoas pobres a ganhar uma cadeira de rodas. O que se diz é que basta você juntar um monte daqueles anéis de alumínio que lacram as latas de bebidas. E que uma determinada quantidade daqueles lacres vale uma cadeira de rodas. É verdade!

Você já deve ter visto uma dessas por aí. Garrafas para coleta de lacres de alumínio ou tampinhas plásticas. E a promessa de que elas podem ajudar alguém.

Será que ajuda mesmo? Em escolas, empresas, no serviço público. Muita gente faz o mesmo. Em um shopping, todos os comerciantes participam da coleta.

“Eu acho que além da questão de ajudar as pessoas nos estamos fazendo uma bela contribuição ainda também para o planeta. Porque ao momento que a gente tira do meio ambiente o plástico, a gente tira do meio ambiente o alumínio, e faz ele se reciclar e virar algo tão bom para as pessoas, eu acho que também ajuda que a gente se sinta muito bem também”, comenta o gerente de marketing Caco Birnfeld.

A Claudia leva tudo para casa. O material já ocupa boa parte da garagem. A comerciante descobriu que o boato é realidade.

“Uma corrente do bem, que consegue ajudar várias pessoas com essa ação. Então essa ação tem que multiplicar, tem que crescer para que a gente possa fazer mais e mais pelas pessoas”, diz.

Cem quilos de lacres metálicos, por exemplo, são trocados por uma cadeira de rodas através do Rotary Clube.

Cem quilos não é pouco, não. São 160 garrafas pet, cheinhas de lacres. Já as tampas plásticas podem virar caixas de leite – a cada 70 garrafas cheias, são 36 litros para doação.

Com o dinheiro das tampinhas, em seis anos senhoras do Rotary conseguiram comprar 35 mil litros de leite. Tudo doado pra instituições. Os lacres são vendidos pra uma metalúrgica que reaproveita o alumínio. Catorze toneladas do material foram arrecadadas nos últimos três anos. E o dinheiro possibilitou a compra de mais de 400 cadeiras de rodas.

“Queremos levar a confiabilidade daqueles que não acreditam que com uma pecinha, com um lacre desse tamanho, nós conseguimos fazer um milagre de dar cadeiras para aquelas pessoas que precisam”, comenta engenheiro Frederico Kayser.

A Cláudia está entregando a sexta cadeira de rodas em dois anos. Agora, para Dona Eni. “Vai me possibilitar de eu poder sair. Vou ficar feliz”, comemora.

Source: Jornal Nacional – Iniciativa permite trocar lacres de latinhas por cadeiras de rodas

GOSTOU? COMENTE! SEU COMENTÁRIO É MUITO IMPORTANTE PRA NÓS COMPARTILHE E ESPALHE A INCLUSÃO!

NEWSLETTER-730