amanda-lucia-dias-fez-reclamacao-em-um-grupo-no-facebook-prefeitura-diz-que-resolvera-problema Amanda Lucia Dias fez reclamação em um grupo no Facebook; prefeitura diz que resolverá problema

O que era para ser uma noite prazerosa de lazer na nova Orla do Porto, em Cuiabá, se tornou uma grande decepção para a servidora pública Amanda Lucia Dias.
 
Ela – que é cadeirante – foi visitar o local na última semana, mas se deparou com a falta de acessibilidade e criticou o fato no grupo “Aonde não ir em Cuiabá”, na rede social Facebook.
 
“Semana passada fomos conhecer a Orla do Porto, obra tão aguardada pelos cuiabanos. Quando cheguei, já me decepcionei. Sou cadeirante e em nenhum lugar achamos rampas de acesso para a Orla, apenas pro outro lado da Rua, onde tem a ciclofaixa”, disse a servidora.
 
A Orla do Porto, que custou em torno de R$ 16 milhões, foi inaugurada no dia 21 de dezembro.
 
Além da falta de acessibilidade, há reclamações quanto à sujeira e até mesmo aos materiais, que já estão deteriorando. Em alguns pontos, parte do piso está se soltando.
 
Amanda contou que precisou de ajuda para poder se locomover no local.
 
“Por toda a extensão que andamos não vimos uma, nem uma única rampa. Nada. Tive que ser auxiliada pelo meu cunhado, pois qualquer cadeirante sabe a dificuldade que é subir um meio fio. Uma total falta de respeito da Prefeitura de Cuiabá”, disse.
 
A servidora ainda criticou a má utilização do dinheiro público.
 
“E não me venha com essa de que a obra não foi entregue pronta. Pois se não está pronta, pra que colocaram um meio fio que será retirado? É a velha farra do dinheiro público? Uma verdadeira vergonha ir a um lugar turístico, que acabou de ser inaugurado e passar por esse desrespeito”, pontuou.
 
Outro lado
 
Em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Cuiabá informou que o prefeito Emanuel Pinheiro reconhece falhas no projeto entregue na gestão passada e garantiu que até o mês de abril (aniversário de Cuiabá) será realizada a inauguração do Aquário Municipal e todas as deficiências serão corrigidas.
 
Fontes: midianews – turismoadaptado.wordpress.com
GOSTOU? COMENTE! SEU COMENTÁRIO É MUITO IMPORTANTE PRA NÓS COMPARTILHE E ESPALHE A INCLUSÃO!

NEWSLETTER-730