Nós cadeirantes, somos todos iguais quando deixamos a cadeira de roda ao lado da cama, e apesar de estarmos no século 21, dois terços das pessoas não tem ideia do que realmente se passa por trás de nossas portas dos quartos. De orgasmos à logística, aqui estão os 10 maiores mitos sobre sexo e deficiência.

POR: CAROL CONSTANTINO

  1. Todo deficiente é assexuado.

Não entendo o porquê que as pessoas pensam que todo cadeirante não tem desejos sexuais, fazer sexo faz parte da natureza humana e assim como um andante fica triste, alegre, empolgado e excitado… o cadeirante também pode ficar, afinal, cadeirante também é gente mesmo que use uma cadeira de rodas pra se locomover, assim como os outros usam o carro.

Cadeirante pode ser hétero, gay, bi ou possivelmente confuso, assim como o resto da humanidade. Mas cadeirantes não são assexuados.

LEIA TAMBÉM: ME APAIXONEI POR UM CADEIRANTE, E AGORA? SEXO E AFINS

  1. Nós não podemos ser sexy.

A deficiência não faz alguém menos sexy, é triste que muita gente acha isso, mas é só por que nunca conheceram uma pessoa sexy com deficiência antes.

Ser sexy é ter atitude, saber falar com confiança e mostrar que se ama e se valoriza acima de tudo.

E na hora H, uma lingerie ou uma cueca bonita também ajuda bastante.

E para aqueles que ainda não conhecem algum(a) cadeirante sexy, abram os olhos! Converse, conheça de verdade um cadeirante, mas cuidado, você pode se apaixonar.

  1. Nós não gostamos de ser tocados, onde não podemos sentir.

Quem não gosta de um carinho? É claro que não estou falando do carinho do pai e da mãe, e sim, daquele carinho com ternura com desejo, na hora certa e no lugar certo.

É um equivoco pensar que um cadeirante não vai gostar de ser acariciado ou que não vai sentir ser tocado. Nem todos perdem a sensibilidade, e mesmo os que perderam, têm o prazer em olhar.

Ao lidar com uma pessoa que usa cadeira de rodas. O mais leve toque pode ser uma grande fonte de prazer.

Vá em frente, use cada centímetro de nós.

LEIA TAMBÉM: RELATOS DE DEFICIENTES QUE ENCARAM SUA SEXUALIDADE COM NATURALIDADE

  1. Se não sentimos, não gostamos de sexo.

O corpo humano é composto de profundas camadas que captam sensações e prazeres sexuais, os hormônios que são responsáveis por isso, e ninguém é “deficiente de hormônios”.

Mesmo que a pessoa perca a sensibilidade do corpo, existem muitas outras formas de conseguir o prazer e de fazer sexo.

Sexo é alegria, relaxamento, prazer, auto estima… sexo é recomendado a todos!

  1. Sexo faz-nos tristes.

Ow ideia boba de que o sexo nos faz tristes. As pessoas acham que o sexo vai fazer lembrar de nossas incapacidades em vez de nossas habilidades, ou que a falta de sensação que experimentamos durante o ato, seja algo desagradável de suportar.

Essas pessoas estão muito enganadas, é durante o sexo que percebemos que somos iguais a todos, e que o essencial não são as performances e posições, mas sim a qualidade do sexo, quando os parceiros se entregam totalmente transmitindo a paixão daquele momento.

  1. Sexo com cadeirante, é sexo sem graça.

Podemos não ser ginastas na cama, mas temos muitos truques e acessórios para nos ajudar a obter o nosso e o seu “pico”.

Na hora do sexo com um cadeirante, vale e muito a pena usar a criatividade, assim como tem que ser com qualquer outro andante.

Tá duvidando que tenha graça fazer sexo com um cadeirante? Então, faça pra ver…

LEIA TAMBÉM: CADEIRANTES VENCEM O MEDO E O PRECONCEITO NA BUSCA PELO PRAZER

  1. Homens de cadeiras não pode ter uma ereção (ou ser pai biológico).

Homens com deficiência pode ter problemas de ereção, mas isso não significa que eles não podem obter uma ereção. Viagra e uma série de outras drogas, abriram as portas para os homens com deficiência.

E se eles têm dinheiro suficiente, ter filhos através de uma extração de sêmen cirúrgica também é possível. Além disso, muitos homens ainda podem ejacular, não sendo necessário a inseminação.

  1. Mulheres cadeirantes não podem ter bebê.

Não podemos dizer que mulheres cadeirantes podem ou não ter bebês, cada caso é um caso. Mas muitas cadeirantes já se tornaram facilmente mães, tendo casos de ser gravidas de gêmeos.

A questão é, como se trata de uma vida, é sempre importante consultar médicos antes de querer ter um filho, sendo cadeirante ou não.

Mas é claro que é possível muitas mulheres cadeirantes ficarem grávidas, por isso também é recomendável o uso de preservativo (sempre, até por conta de dsts).

  1. Não podemos atingir o orgasmo.

Orgasmos são definitivamente possíveis para as pessoas com deficiência.

Profissionais da saúde, acreditam que sempre existe uma maneira do cadeirante chegar ao orgasmo. Assim como as demais pessoas, é importante tentar descobrir quais partes do corpo podem fazer chegar no auge e ir em busca de novas maneiras de procurar o prazer físico.

Existem também os orgasmos mentais, que são uma outra faceta do orgasmo, que muitas pessoas que usam cadeira de rodas utilizam, através da visual, do cheiro, das palavras.

LEIA TAMBÉM: FUNÇÃO SEXUAL E FERTILIDADE EM HOMENS APÓS LESÃO MEDULAR

  1. Na hora do sexo com um cadeirante, tem que tomar muito cuidado.

Esse pensamento provavelmente seja uns dos mais cometidos e ofensivos, muitas pessoas acham que o cadeirante é de vidro e que qualquer coisinha pode quebra-lo, e se tocar nele, ele(a) já sente dor.

Gente, acorda! É claro que existem algumas limitações em uma pessoa com deficiência, mas a pessoa não é tão delicada assim não, é super importante antes mesmo de ter uma conclusão dessas, conversar com o cadeirante (caso você tenha interesse sexual nele(a), e na hora do “rali-rola” ir com calma nas primeiras vezes pra ver o que pode ou não ser feito.

Depois disso, é só aproveitar os momentos de pegação. Mas nunca esqueçam da camisinha!

LEIA TAMBÉM: 

POSIÇÕES SEXUAIS MAIS PRAZEROSAS PARA O CADEIRANTE E SUA PARCEIRA

DEFICIENTE DEVE TER VIDA SEXUAL? É POSSÍVEL?

GRUPO ORIENTA PACIENTES TETRAPLÉGICOS NA REDESCOBERTA DO PRAZER SEXUAL

CADEIRANTE CHEGANDO EM GAROTAS

Fontes:http/conversationwheelchair.gdf.usa/htp:sex/ www.cantinhodoscadeirantes.com.br

 

GOSTOU? COMENTE! SEU COMENTÁRIO É MUITO IMPORTANTE PRA NÓS COMPARTILHE E ESPALHE A INCLUSÃO!

NEWSLETTER-730